Há T-Shirts feitas em Portugal? (vídeo)

.

TRANSCRIÇÃO

.

Olá a todos, boa tarde. O meu nome é Jorge Vieira e estou a fazer este vídeo para a Maudlin Merchandise.

Eu hoje quero-vos falar sobre uma questão que nos é colocada com muita frequência mas ainda não conseguimos dar resposta. Nem nós, nem ninguém no mercado.

.

E a pergunta é porque é que não há t-shirts feitas em Portugal? Ora, este é um assunto meio complicado mas ao mesmo tempo não é, porque a razão é extremamente simples. PREÇO.

Nós estamos num mercado que é acima de tudo promocional. Uma t-shirt não pode ser cara. Uma t-shirt a nós tem de nos custar 1€, 1,50€, 2€ para nós a vendermos a vocês com uma pequena margem, o que significa que não há propriamente margem para fazer coisas em Portugal.

.

Muita gente pode dizer - e eu ouço muito isto, era a minha ideia antigamente também -, Portugal é muito forte em termos têxteis. Temos uma indústria têxtil pujante, boa e é verdade, é um facto. Isto no norte do país, no Porto, Braga, Felgueiras e afins, há imensas confecções, há imensos sítios onde fazer t-shirts ou têxteis, mas nós, apesar de sermos um país pobre no sul da Europa - “pobre” -, temos uma desvantagem, que não somos pobres o suficiente, por mais estranho que isto seja, o que significa que às marcas, a uma TH Clothes, a uma Mukua, compensa-lhes ir à China, ir ao Bangladesh, e às vezes não é só uma questão de “compensa”. Eu estava a falar com o dono da TH Cloths há uns tempos e ele estava-me a explicar exactamente isto. Não é uma questão de ganância. É a diferença entre poder estar no mercado e ser competitivo e não estar sequer no mercado. Porque quando se trabalha com peças de 1€, 1,50€, trabalha-se com margens tão pequeninas que realmente 0,05€ fazem toda a diferença.

.

Eu não sei se a diferença é de 5 cêntimos entre fazer em Portugal ou na China, acredito que seja bem mais, mas sei que realmente quanto falamos nestas margens, até porque nós também somos uma estamparia, também trabalhamos com cêntimos, com margens de cêntimos, tudo é extremamente complicado, por isso compensa às marcas fazer na China, no Bangladesh, na India, por exemplo, em comparação a fazer em Portugal.

.

E atenção que eles teriam todas as vantagens em fazer em Portugal. Só para terem uma ideia, a partir do momento em que uma marca, uma TH Clothes por exemplo, faz a encomenda desta t-shirt na China, até ela chegar a Portugal passam cerca de 3 meses. Ou seja, é tempo de produção, é tempo de envio, de alfândega, são todos estes custos - e estamos a falar de contentores que vêm da China de barco, param na alfândega, há custos, é preciso enviar pessoas para a China para ver se está tudo a ficar em condições, é preciso fazer testes e mais testes quando seria extremamente fácil chegar aqui a uma confecção ao lado e dizer “olha, façam-me 10 ou 20.000 t-shirts e vamos avançar com isto e quase de uma semana para a outra ou em três semanas teriam as coisas feitas.

.

Ora, a diferença de preços de produção é tão grande que as marcas precisam de fazer o sacrifício de ir para a China, de mandar pessoas para a China para fazer este tipo de material. E a realidade é esta. Por muito que queiramos, por muito que digamos “eu quero algo Made in Portugal”, algo feito em Portugal, a verdade é que não há um mercado grande suficiente para isto porque estamos a falar de têxteis de cêntimos ou de 1€.

.

A experiência de quase 11 anos de Maudlin dá esta noção. Muitas vezes tenho pessoas que me dizem “quero algo de qualidade, quero algo bom e eu dou-lhes um preço para algo bom, mesmo aquilo que eles querem e dou o preço para algo standard e a escolha recai quase sempre no standard, quase sempre, às vezes por uma diferença de 0,40€ por peça, que vezes 200 peças já são 80€. Faz toda a diferença e entendo perfeitamente isto. Agora é importante perceber exactamente que isto só acontece porque o mercado deixa que aconteça.

.

Se o mercado estivesse disposto a pagar mais 0,40€ por uma t-shirt, e quando falo em mercado não falo em ti especificamente mas falo em todos, em 10 milhões de portugueses, em centenas de milhões de Europeus, que é para onde estas marcas vendas. Se houvesse, se existisse esse mercado tenho a certeza que as marcas faziam as peças.

.

Por exemplo, eu tenho noção, porque perguntei e mo disseram que a TH Clothes faz algumas peças cá em Portugal de vez em quando. Quando estão num aperto com sweatshirts (por exemplo), eles têm um fornecedor português que faz as peças “made in Portugal”. Mas lá está, é só sob pressão, só sobre aquela questão que tem de ser e não posso esperar 3 meses para vir da China. E eles às vezes quase que perdem dinheiro ao fazer isso. E estamos a falar de um artigo de 9 ou 10€.

Ou seja, as margens são tão pequeninas que não há mesmo opção.

.

Eu espero que este pequeno vídeo tenha sido elucidativo em relação a isso. Se não concordas comigo, comenta em baixo, diz-me as tuas razões, mas a verdade é esta. Temos imensas confecções mas não há uma única marca que seja feita em Portugal. Porquê? Quando eu digo marca, digo marca promocional para revenda, não marca de roupa produzida em Portugal para vender em Portugal. De certeza que há marcas que vendem a 10, a 20 e a 30€ que produzem cá em Portugal. Agora, uma marca promocional que venda a 1€ ou a 2€, não há. E eu espero que o mercado vá para esse lado, que o mercado se torne mais exigente mas ainda não estamos lá. Esperemos que o futuro traga boas notícias.

Bom, por agora é tudo. Muito obrigado por teres passado estes minutos a ouvir-me. Até ao próximo vídeo, obrigado!

estampagem têxtil

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Personalização Têxtil

Estamos disponíveis para te ajudar a criar a tua marca de roupa ou o teu merchandise personalizado com os teus próprios logótipos.

Trabalhamos para empresas e privados sem mínimos de produção.

Posts Recentes
Segue-nos