O que é a impressão directa e como funciona?

Fizemos recentemente uma série de vídeos em que falamos um pouco sobre os nossos métodos de personalização e como funcionam. Já aqui falámos sobre a serigrafia e falamos hoje sobre a impressão directa.

.

.

TRANSCRIÇÃO DO VÍDEO

Olá amigos, o meu nome é Jorge Vieira e venho-vos falar um pouco sobre a impressão directa.

A Maudlin Merchandise foi uma das empresas pioneiras deste tipo de impressão em Portugal.

Fomos uma das primeiras empresas a trazer uma destas máquinas para Portugal e a começar a oferecer este tipo de trabalho. Já seguíamos a impressão directa há alguns anos apesar de ser um método de personalização recente e achámos que estava na hora de começar a vender cá e de começar a produzir cá, obviamente.

.

O que é a impressão directa? É  literalmente a impressão têxtil no século XXI. E vai ser o método de impressão de eleição nos próximos anos. Com o DTG hoje conseguimos fazer trabalhos que antigamente não tínhamos hipótese de fazer. Se estivermos a falar de edições limitadas - ou não - com ilustrações com muita cor e com qualidade muito próxima da serigrafia ou - em alguns casos - visualmente melhor que a serigrafia.

.

O que é que a impressão directa nos permite fazer? A impressão directa não tem mínimos de quantidade. Isto significa que podemos fazer 1, 2, 3, 5 t-shirts com uma qualidade muito boa, sem grandes problemas ou custos excessivamente altos, ao contrário da serigrafia que tem mínimos de produção relativamente elevados e não dá para todas as imagens por ser muito limitado.

.

Que tipo de trabalhos podemos fazer? Ilustrações feitas em computador e à mão, fotografias (impressão directa é excelente em reprodução fotográfica, não há nada que se aproxime).

.

Eu tenho aqui um exemplo que posso mostrar (ver vídeo).

Este tipo de trabalho com tons e sombras, muita cor principalmente não podemos fazer de outra forma. Aliás, podemos fazer em flex mas vamos ficar com aquele toque e plástico na t-shirt que não é agradável. Na impressão directa não tem nada disso, é tinta por cima da t-shirt, o que significa que posso fazer isto (dobra a t-shirt, ver vídeo), porque isto é tinta, não há plásticos, não há rectângulos, não há nada.

.

Depois temos uma diferença entre impressão directa entre fundos claros e escuros. Fundos claros é mais barato por uma razão. Só precisamos dar uma camada de tinta. Isto vai à impressora, a impressora imprime e está feito.

Depois temos a impressão directa em fundos escuros que é muito mais caros porque gasta mais do dobro da tinta e gasta três vezes mais. Isto porque precisamos fazer um pré tratamento à t-shirt e depois temos de imprimir tudo a branco e depois vai imprimir a cor (imagem) por cima. Financeiramente acaba por encarecer um pouco mas permite-nos fazer um outro tipo de trabalho. Em edições limitadas, aqueles trabalhos que antes fazíamos em serigrafia agora já os conseguimos aqui fazer e também com uma qualidade muito boa.

Fundos escuros já tem toque. Imprimimos mas já conseguimos sentir a impressão ao contrário de fundo claro que não se sente, é como se não tivéssemos nada por cima, faz parte da t-shirt. Como é uma tinta à base de água, em vez de ficar por cima da t-shirt como a tinta plastisol em serigrafia, a tinta entra dentro da fibra.

.

Tenho aqui mais um exemplo (ver vídeo), é um trabalho que fizemos para Itália, muito interessante. Jogou-se aqui um pouco com o rótulo e a cor da t-shirt. Temos uma reprodução fotográfica em que reproduziram o rótulo da cerveja mas não se sente, está excelente.

.

Uma preocupação que os nossos clientes têm com a impressão directa é a durabilidade. Está um pouco associada - e com razão - a sair com a lavagem.

Primeiro porque as pessoas assumem que se não é serigrafia, não é durável. Não é o caso.

Segundo, há uns anos, quando a impressão directa saiu, não cá, mas nos USA, a durabilidade não era a ideal. Mas estamos a falar em há vários anos e ao ritmo que a tecnologia avançou, já não é o caso. Neste momento estamos a falar de 40, 50, 60 lavagens sem grandes problemas ou perdas de cor ou qualidade. Isto porque a tinta foram mudando, a formulação química mudou e está muito mais estável e já se vai bater um pouco com a serigrafia em termos de durabilidade. Posso aconselhar a impressão directa, é um método de personalização têxtil que pessoalmente adoro.

.

este ano adquirimos uma nova máquina para acompanhar estas novas evoluções e já conseguimos imprimir com tons mais próximos da realidade. É importante referir que não conseguímos garantir o tom da imagem mas será sempre próximo. Isto porque é uma impressão digital  que no computador vemos de uma forma, com um ecrã brilhante e podemos mexer os tons. Vamos imprimir numa t-shirt que é analógico e em que todas as t-shirts são diferentes. É importante perceber também isso para ajustarmos as nossas expectativas à impressão directa.

.

.

Resumindo, a impressão directa é excelente, é o futuro da impressão se não é já o presente. Recomendo a qualquer cliente, principalmente quando quer fazer ilustrações, quando quer edições limitadas com alta qualidade não tenho problema nenhum em dizer "vá para a impressão directa, vai ficar satisfeito".

estampagem têxtil

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Personalização Têxtil

Estamos disponíveis para te ajudar a criar a tua marca de roupa ou o teu merchandise personalizado com os teus próprios logótipos.

Trabalhamos para empresas e privados sem mínimos de produção.

Posts Recentes
Segue-nos