Impressão Directa - Que tipo de peça utilizar?

A impressão directa têxtil está claramente a ganhar cada vez mais adeptos em Portugal. Se há dois anos atrás éramos nós que aconselhávamos esta forma de impressão aos nossos clientes, hoje já são eles a pedir-nos mais informações e valores para as impressões neste tipo de formato de impressão.

No entanto, com a experiência que vamos ganhando, vamos também percebendo que nem todos os artigos funcionam com este formato de estampagem têxtil.

.

.

COMO OBTER O MÁXIMO DO SEU TRABALHO

.

Uma regra importante na impressão directa é "mais é melhor" em termos de quantidade de algodão. Dito de forma simples, conseguimos os melhores resultados em impressão em peças mais grossas, com uma maior gramagem de algodão.

.

Porquê? É simples. A impressão directa utiliza tintas de água. Estas tintas têm uma característica muito interessante, que é entrar directamente na fibra. Já as tintas tradicionais (de serigrafia, por exemplo) simplesmente pousam em cima da fibra, o que faz toda a diferença no resultado final. Imagine os guaches que se compram e se adiciona água para posteriormente pintar algo. Fica uma tinta extremamente líquida que parece que vai escorrer por todo o lado, correcto? O princípio é o mesmo. Como esta tinta é muito líquida, precisa de ajuda da peça, ou seja, a peça precisa ter poder de absorção. Se tivermos uma t-shirt (ou uma peça) com pouca densidade de algodão (t-shirts muito finas), a qualidade da impressão irá sofrer um pouco porque a tinta não terá onde se "agarrar". Isto fará com que a impressão não só perca vivacidade de cor, mas também que perca detalhes/pormenores.

.

Para impressão em impressão directa têxtil (direct to garment) aconselhamos sempre t-shirts de 190gramas. São um pouco mais caras mas compensa o investimento.

.

.

QUE TIPO DE PEÇAS EVITAR

.

Há algumas peças que, por muito boa vontade que tenhamos, é preferível não utilizar.

.

Pegando no que falámos um pouco acima, lembramo-nos imediatamente dos pólos! Qualquer pessoa que tenha um pólo consegue ver que as fibras (o algodão) estão muito afastadas umas das outras. É muito fácil ver que a malha não é propriamente apertada e, em alguns pólos de verão, é fácil até ver pequenos buraquinhos entre a malha do pólo. Lembrando que precisamos de uma grande densidade de malha para a impressão directa, é fácil ver que os pólos são um artigo a evitar com esta forma de impressão. A tinta não tendo para onde ir... fica no tampo ou, igualmente mau, desaparece para o interior da peça, ficando o exterior (o que realmente interessa) cheio de marcas e visualmente muito desgastado.

.

.

As sweatshirts são também um artigo a ter muita atenção devido às misturas das fibras. Pode parecer um pouco estranho mas não há sweatshirts 100% algodão. Hoje em dia já é difícil conseguir encontrar até sweatshirts com 80% algodão, já que a norma começa a ser os 50% ou, em alguns casos, até os 35%. Se não há uma grande percentagem de algodão, haverá uma maior percentagem de poliéster, uma malha mais barata para as marcas. Acontece que as máquinas estão preparadas com tintas para algodão que nem sempre reagem muito bem com as fibras sintéticas que são muito comuns nos dias de hoje.

.

Isto cria-nos problemas de qualidade muito grandes já que pode-se dar o caso de se dar o processo de sublimação na impressão. De forma muito simples e (demasiado até) básica, a sublimação acontece quando as tintas reagem com o tinto (cor) da camisola e esta entra em modo gasoso, deixando a impressão um pouco transparente e às manchas. Não é algo bonito de se ver...

.

Isto é um problema não só na impressão directa mas também (e até em maior escala) na serigrafia e chegamos agora a um ponto que até em flex se torna problemático. Por agora, apenas os bordados respiram de alívio quando é hora de trabalhar com camisolas.

.

Haverá muito mais a dizer sobre esta problemática e há, certamente, muito mais conselhos a dar sobre a impressão directa. Se houver alguma dúvida, sinta-se à vontade para utilizar os comentários do site.

.

.

estampagem têxtil

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Personalização Têxtil

Estamos disponíveis para te ajudar a criar a tua marca de roupa ou o teu merchandise personalizado com os teus próprios logótipos.

Trabalhamos para empresas e privados sem mínimos de produção.

Posts Recentes
Segue-nos