Expectativa vs Realidade

imagem de capa

Hoje iremos falar de algo diferente. Para nós é um tópico difícil de falar, mas de extrema importância, uma vez que nos apercebemos cada vez mais do desfasamento existente entre a expectativa dos nossos clientes vs a realidade da indústria dos têxteis promocionais.

.

Antes de mais, tenho de referir que acredito a 100% no trabalho que desenvolvemos na empresa e nos artigos que vendemos de marcas de têxteis promocionais.

Não tenho a menor dúvida que trabalhamos tão bem ou melhor que as melhores estamparias têxteis em Portugal e na Europa.

.

Sempre que os nossos colaboradores detectam um problema, informam de imediato e tentam corrigi-lo da melhor forma. Algo em que insistimos muito é na atenção ao pormenor e ao controlo de qualidade.

Por vezes refazemos peças ou encomendas inteiras porque o resultado final não está de acordo com os nossos padrões internos de qualidade. Isto ainda antes de os artigos saírem para os clientes.

.

Isto é algo que nos traz custos elevados MAS ao mesmo tempo um grande orgulho. Consideramos valer a pena já que o nosso primeiro objetivo é entregar aos clientes um trabalho do qual nos orgulhemos.

.

Ainda assim, considero que há uma enorme distorção para alguns clientes sobre a expectativa do que esperam receber e a qualidade do material que compram.

.

Os artigos

É importante que nunca se esqueçam que trabalhamos com têxteis promocionais. São artigos de 2€ ou 3€ em muitos casos (antes de personalização).

Não somos uma marca, não produzimos nós as nossas próprias peças. Recorremos a marcas de têxteis promocionais para os básicos com que trabalhamos, como 99% das estamparias têxteis no mundo. Há uma panóplia de marcas diferentes no mercado, algumas de gamas baixas, outras de gamas médias ou altas e os preços refletem-no.

.

Nós - compreendendo a capacidade financeira do país em que vivemos - e a qualidade que cada marca traz ao mercado, optamos por não trabalhar com as marcas mais económicas (a típica t-shirt de 1€ que se desfaz passado 3 ou 4 lavagens). Não as verão disponíveis no nosso site e apenas serão sugeridas por nós quando o cliente refere explicitamente que a sua única preocupação é o preço (ainda assim avisamos que o artigo não terá a qualidade que nos caracteriza).

.

Ao invés, optamos por trabalhar MUITO com marcas portuguesas. A TH Clothes e a Mukua são perfeitos exemplos disso.

São marcas com artigos de qualidade superior pelo mesmo preço de marcas internacionais de qualidade idêntica ou inferior. Têm a vantagem de estar próximos de nós e podermos dar algum input directo no desenvolvimento dos artigos.

.

Temos também artigos de gamas mais elevadas como a Kariban e a Sol's para quem esteja disposto a gastar um pouco mais num artigo básico.

.

Algo importante de referir é que acreditamos e confiamos em TODAS as marcas com que trabalhamos. Isto não sugere que todos os artigos serão perfeitos. Na verdade há determinados modelos de todas estas marcas que não listamos para venda por acreditarmos existirem melhores artigos pelo mesmo preço no mercado. Fazemos logo aqui um primeiro controlo de qualidade.

.

A expectativa

Uma vez mais, trabalhamos com artigos de 2€ ou 3€.

É totalmente expectável que num lote de 50 ou 100 artigos, haja 2 ou 3 que não estão perfeitas, seja em medidas, costuras, diferença de tons entre lotes, pequenos intrusos numa pequena percentagem de artigos, etc.

Isto não é para dizer que trabalhamos com artigos defeituosos, apenas para referir que é natural que isto aconteça. O controlo de qualidade em artigos deste preço NÃO PODE ser o mesmo que existe para uma Boss ou Armani (e quem compra nessas lojas saberá que nem sempre os artigos são perfeitos), porque o preço é totalmente diferente.

.

.

A personalização

Esta parte do trabalho diz-nos respeito a nós e aos nossos processos. Trabalhamos com equipamentos das melhores marcas internacionais cuja manutenção é feita com muita regularidade. Os nossos colaboradores têm formação regularmente para saberem utilizar estas máquinas de forma a atingir a melhor qualidade possível nas personalizações.

No entanto, isso não impede que haja algum artigo que chegue ao cliente com determinadas marcas que não conseguimos controlar.

.

Um perfeito exemplo disso são as marcas de pré tratamento na impressão direta.

Para quem não conhece o processo, a impressão directa em fundos escuros precisa levar um tratamento liquido no artigo antes de este ser impresso com a sua imagem.

Por vezes - em determinados modelos de peças ou determinadas cores - este tratamento pode deixar uma pequena mancha à volta da imagem. É uma reação química entre o tratamento e o artigo, que deixa uma espécie de nódoa. Isto é algo incontrolável, seja por nós ou por qualquer outra estamparia. Importante é referir que esta marca sai na primeira lavagem.

.

Outro exemplo serão as marcas de pressão da prensa térmica.

Na impressão direta um artigo pode ir até três vezes a uma prensa a temperaturas elevadas no espaço de 5 minutos. Falamos de uma máquina que coloca pressão (daí o nome prensa) no artigo ao mesmo tempo que lhe sobe a temperatura até aos 160 graus. Temos de o fazer para tirar humidade do artigo, posteriormente para secar o tratamento e, finalmente, para secar a tinta aplicada.

 

No flex acontece o mesmo, indo o artigo à prensa durante alguns segundos para ativar a cola da película. Isto significa que é preciso aplicar força (pressão) para que a impressão se agarre ao artigo.

.

Na serigrafia é igualmente necessário que haja pressão entre o tampo da peça e o quadro onde está a tinta, de forma a que esta última transfira para o artigo. É o mesmo princípio que pintar uma parede. Se só encostarmos o pincel, não vamos pintar quase nada. É necessário um mínimo de pressão para que haja transferência de tinta de um lado para o outro.

 

Todos estes processos estão a aplicar pressão em artigos. Algo que sabemos sobre (por exemplo) o algodão é que tem fibras, pêlos. Ora, ao aplicar esta pressão, estamos também a "alisar" esses pelos nessa mesma zona, podendo - por vezes - criar de facto pequenas marcas de pressão (na verdade são vincos - e como qualquer vinco, sai).

.

.

Este é um resultado natural do trabalho de estamparia.

Trabalhamos muito para que este tipo de situação não aconteça e contam-se pelos dedos o número de vezes em que realmente acontece. Uma vez mais, trabalhamos muito para optimizar processos para evitar estas situações, mas, em cerca de 3000 encomendas/ano (x o número de artigos por cada uma) é impossível garantir que os artigos vos cheguem com zero marcas.

.

.

Porque é que estas marcas não são defeitos de produção?

Não consideramos como defeito de produção porque todas elas são marcas que saem.

  • No caso das marcas de pressão, trata-se unicamente do algodão mais liso num sítio do que noutro. Com uma simples lavagem tudo deverá voltar ao normal.
  • No caso das marcas de tratamento, é igualmente um líquido que secou e deixou pequenos vestígios. Passar o artigo por água ou passar com uma esponja húmida deverá remover todas as marcas.

.

Isto não é para dizer que todos os nossos trabalhos vão ter estes problemas. Na verdade conta-se pelos dedos o número de situações em que isto nos acontece por ano. Num número próximo a 3000 produções que fazemos anualmente, considero que temos uma taxa de artigos a sair em perfeitas condições extremamente alta, muito acima da média de mercado. No entanto - porque trabalhamos com transparência, precisamos informar destas possibilidades.

.

.

Conclusão

É necessário haver bom senso. É necessário que se compreendam os processos (e nós trabalhamos muito para os explicar e demonstrar aqui no blog e no Youtube) e os resultados que se deve esperar de cada um.

.

Vemos clientes a reclamar de pormenores em que precisam usar a função macro de câmaras fotográficas para que se veja ou pequenos fios quase microscópicos que não estão com o tom 100% correto. Aqui aplica-se o bom senso.

.

Se poderíamos fazer um controlo de qualidade mais elevado, lavando as peças para vos chegar sem qualquer marca ou defeito? Sim, claro! Mas teríamos de subir os preços em 100% e precisaríamos de mais tempo para as produções..

 

.

Embora nós trabalhemos muito com marcas de roupa e compreendamos que o grau de exigência é mais elevado do que o de uma empresa que quer oferecer t-shirts económicas, consideramos que é necessário que exista compreensão e moderação nas expectativas.

.

Algo que eu tendo a dizer é "não pode julgar o trabalho pelo preço a que quer vender as suas peças, mas sim pelo preço a que as comprou".

.

Muita gente pode não concordar com esta premissa, mas se eu compro um Fiat Punto, não posso exigir que ele ande tanto como um Ferrari.

..

Esta é a realidade.

Nós fazemos o nosso controlo de qualidade interno mas sabemos que há sempre algo que nos irá escapar. Quando é culpa nossa, somos os primeiros a assumir e a tentar corrigir.

.

.

.

Quantos de nós já fomos a lojas de roupa de gama média (Zara, Pull & Bear, H&M) e vimos peças com pequenos defeitos em costuras, na impressão ou no corte da peça em si?

Lanço o desafio a qualquer pessoa para ir a uma qualquer loja de gama média e pegar num molhe de 20 artigos. Tenho a certeza que desses 20 artigos, encontrará defeitos em vários.

.

Por muito difícil que seja compreender (e explicar), isto é algo natural na indústria têxtil. É natural que todos queiram receber o melhor artigo possível, sem qualquer marca ou micro defeito, mas a realidade é que se torna impossível de o fazer ou garantir.

.

.

Se não concordares com o que aqui foi escrito, estamos sempre disponíveis para discutir, bastará apenas comentar abaixo.

estampagem têxtil

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Personalização Têxtil

Estamos disponíveis para te ajudar a criar a tua marca de roupa ou o teu merchandise personalizado com os teus próprios logótipos.

Trabalhamos para empresas e privados sem mínimos de produção.

Posts Recentes
Segue-nos