Como escolher uma prensa térmica

Quando compra uma prensa térmica, a primeira decisão importante que vai precisar de ter, é qual o estilo de prensa que melhor se adaptará ao seu negocio. Neste momento, existem três estilos básicos de prensas a partir do qual você pode seleccionar:

.

Clamshell – (Concha) Abertura e fecho vertical.

.

Swinger – (Balanço) Como o nome indica esta máquina abre e fecha movendo-se na horizontal (esquerda – direita).

.

Draw – (Gaveta) Nesta máquina é o tabuleiro que se movimenta ao invés da prensa, num movimento semelhante ao de uma gaveta.

.

Existem algumas vantagens e desvantagens em cada estilo:

  • Espaço:

As prensas de Concha e de gaveta ocupam menos espaço do que uma Swinger. A swinger tem necessidade de uma bancada maior que lhe permita ter espaço suficiente para poder virar de uma lado para o outro na área de trabalho.

  • Funcionamento:

O modelo de Concha opera em um ou dois passos (dependendo da prensa). Você fecha a prensa pressionando-a para baixo, e quando ela termina o ciclo, abre-a puxando o manipulo para cima ou noutros casos o relógio dispara abrindo-se sozinha. Os modelos Swinger e de Gaveta operam na realidade em quatro passos. Você vira o tabuleiro de aquecimento sobre a área da peça a estampar e no caso do modelo de Gaveta tem que empurrar o tabuleiro onde esta a peça sob a área de aquecimento e, em seguida, pressione a prensa para baixo, terminados os ciclos, abre e balança então o tabuleiro de aquecimento para o lado ou puxa gaveta de impressão para fora da área do calor. De modo geral, o modelo Concha deixa o usuário menos cansado, sendo até mais rápida.

  • Área de Trabalho:

As prensas de Swinger e de Gaveta disponibilizam uma área de trabalho livre de calor. Esta é ideal se os seus trabalhos vão exigir várias aplicações no layout. Com a prensa de concha, você tem espaço suficiente para trabalhar o layout, porém a placa de aquecimento está directamente acima do seu trabalho.

  • Materiais e Pressão:

Geralmente, os modelos Swinger e de Gaveta trabalha melhor com materiais mais espessos. A maneira como estas maquinas se trancam, permite que a pressão exercida parta do centro para fora. Por seu turno o modelo de Concha é conectado com o chamado “efeito beliscar”. Significa, que, quando se fecha a prensa, esta devido ao seu modo de fechar atinja primeiro a peça na parte mais chegada ao pêndulo, não distribuindo a pressão de modo igual, fazendo com que esta se enrugue. Este “efeito beliscar” acontece apenas em determinadas prensas. Alguns dos principais fabricantes corrigiram este problema através do desenvolvimento de prensas com um ajuste da pressão sobre o centro, bem como uma placa flutuante (aquecimento). Se planeia fazer artigos, tais como o sweats, tem de encontrar uma prensa com estas características.

  • Pneumáticas:

As Prensas pneumáticas foram a ultima inovação, e podemos encontra-las em qualquer dos modelos anteriores, mas sendo mais comum nos modelos de Concha e Swinger. A grande vantagem deste sistema é o menor esforço despendido pelo operador, pois as maquinas abrem e em alguns casos fecham sozinhas, o que é bestial para quem estampa um dia inteiro. Mas como tudo na vida não há bela sem senão, e este sistema é de facto bastante mais lento do que o tradicional.

  • Preço:

O preço das prensas Swinger e de Gaveta são geralmente 10 – 15% maior do que uma de Concha.

  • Durabilidade:

Todas as prensas dos diversos modelos são fiáveis desde que se escolha um bom fabricante.

Minha opinião: Qual devo adquirir quando começar o meu próprio negócio?

Definitivamente o modelo Concha. Após vários anos de funcionamento com todos os três estilos de prensas, parece-me que a relação entre a rapidez e facilidade de utilização por parte deste modelo, é a mais vantajosa de entre as três, pois se for passar um dia inteiro a estampar irei escolher a que for mais rápida e menos cansativa e se possível ter uma maquina que abra automaticamente.

Post retirado de Shirt Division

estampagem têxtil

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Email

7 respostas

  1. Aconselha esta forma de estampagem para quem está a querer abrir um negocio de venda de camisola, ou acha que a durabilidade e qualidade não é a indicada?

  2. Eu acho que vai depender do tipo de negócio que a pessoa quer ter. Quer vender à unidade? Quer uma marca de roupa?
    Sem dúvida que para pequenas estampagens sem muito detalhe, o transfer digital é o ideal. Se a pessoa quer fazer estampagem de t-shirts com alta qualidade e em grandes tiragens, julgo que a serigrafia será o melhor.
    A durabilidade do transfer é bastante boa, mas é preciso saber onde o comprar. Tal como há vários tipos de papel para impressora (uns melhores que outros), também há vários tipos de transferes.

  3. Olá amigo,

    Estou ampliando minha gráfica na área de estamparia.
    E diante de tantos fornecedores de prensas termicas estão os preços, de um lado vejo prensas mais caras, com uma garantia extensa. e de outros prensas importadas com valor 50% masi barato, com garantia reduzida.
    O que escolher, é vantagem pagar mais barato? (o vendedor da mais barata diz que prensa é tudo igual)
    Mas meu medo é, e quando der problema, onde encontrar assistencia.

    Aguardo comentários....

  4. Olá Daniel,
    Teoricamente as prensas são todas iguais; o problema é que na prática isto já não é verdade. tem de ver a temperatura a que atinge a prensa, quantos watts tem e quanto tempo demora a aquecer. aconselho uma volta pelo youtube para ver reviews das prensas porque algumas não aquecem igual em todos os sítios do prato. Também é importante ver a garantia e se tem assistência especializada no Brasil. É melhor pagar mais alguns reais e saber que tem assistência do que poupar e ficar sem prensa daqui a 6 meses

  5. Gostaria de saber algumas marcas de qualidade que possuem as máquinas a venda, desde já agradeço.

  6. Bom dia , voce parece entender bem sobre prensas termicas. gostaria de saber se tambem entende de manutenção.
    Entao explicarei meu problema, na parte da chapa da prensa termica, existe 1 cabo que leva a corrente (2 fios) ate a resistencia (o que aquece a prensa) porem a ponta dos fios (que entram em contato com a resistencia) esta esquentando MUITO e chegou a derreter o isolamento. Foi feito teste de resistencia, corrente, e tudo na prensa esta normal e funcionando. Alguma ideia ?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Personalização Têxtil

Estamos disponíveis para te ajudar a criar a tua marca de roupa ou o teu merchandise personalizado com os teus próprios logótipos.

Trabalhamos para empresas e privados sem mínimos de produção.

Posts Recentes
Segue-nos