Marcas de Roupa, Notícias

Kanye West e como cobrar por uma marca de roupa!


Este é um artigo que vem - acima de tudo - tarde. Na verdade vem com praticamente um ano de atraso e ainda hoje não sei bem que considerações retirar da notícia que vos vou reportar.

Em 2016, Kanye West lançou o seu mais recente album, "Life of Pablo". Apesar de não ter grande expressão em Portugal, o Kanye é extremamente mediático nos USA. Isso faz com que tudo o que ele faz seja bastante escrutinado publicamente.

.

Mas afinal porque é que estou a falar de um artista num blog sobre roupa? Simples. MERCHANDISE!

.

Em Agosto de 2016 estalou uma polémica com o merchandise do Kanye West centrada nos preços a que ele cobrava as suas t-shirts personalizadas ou sweatshirts estampadas.

Para termos noção, cada t-shirt tinha o custo de ~50€ e cada sweatshirt custava ~100€ em pop up stores que ele ia abrindo em várias cidades (e também em concertos). Estes são valores aproximados, já com o cambio USD>EUR. Mas a polémica não se trata unicamente do preço a que ele vendia cada artigo, mas sim nas margens de lucro que ele tinha e a forma como não o tentou sequer esconder.

.

A "bomba" estalou quando os fãs e jovens começaram a ver que ele estava a cobrar este valor por simples t-shirts promocionais da Gildan (equivalentes às nossas Mukua ou TH Clothes). Não que sejam más marcas ou más t-shirts, longe disso, mas são, acima de tudo, marcas promocionais, dificilmente justifica a venda aos valores a que ele estava a vender. Obviamente que esta polémica não impediu as vendas, havendo informações de valores na ordem de 1 milhão de dólares num único dia de vendas (!!!).

.

Eis algumas reacções.

One fuming customer told The Sun online: “I queued up for hours to get in to Kanye’s shop and I was so excited to get one of the limited edition London T-shirts.

“However, I’m not so excited about my purchase now I know it’s basically a cheap T-shirt with a print."

.

One US fan tweeted: “We are here p***ed the #KanyeWest #pablo Clothing Is cheap fabric what a rip off wasted time.”

Another added: “As a @kanyewest FAN, it’s really disappointing if it’s in fact true Pablo merch is printed on such cheap product & then overpriced.”

Fonte: https://www.thesun.co.uk/tvandshowbiz/1654053/kanye-west-accused-of-ripping-off-fans-by-selling-1-89-t-shirts-for-70-at-his-london-pop-up-store/

.

A minha dificuldade em escrever este artigo prende-se com o julgamento que posso fazer ao que aconteceu nesta história.

  1. Teria sido muito simples colocar simples etiquetas personalizadas nas t-shirts. Removia a etiqueta original da Gildan e estampava etiquetas com o logo dele. Na Maudlin fazemo-lo a partir de 0,20€ por etiqueta 😉
  2. Não terá sido isto também uma estratégia de marketing muito bem montada? Não terá o Kanye West feito milhões em vendas devido a toda a publicidade gratuita que obteve com estas notícias a nível mundial (os links indicados acima são de um jornal americano e outro inglês, mas há centenas de reports, incluindo da Blitz, em Portugal).

.

.

Na verdade estou indeciso entre a teoria de génio ou de aproveitador. Com um investimento mínimo, conseguiu uma margem de lucro invejável. Conseguiu aparecer nos media de forma orgânica e simples e toda a gente ficou a saber que ele tem um novo album.

.

O que é que tu achas desta história? Achas que foi jogada de génio ou teve sorte? Vários reports falam em dezenas de milhares de artigos vendidos, apesar dos preços absurdos.

 

Artigos Relacionados

  • Entrevista à Dead CubeEntrevista à Dead Cube É já impossível de negar que nos últimos anos a Maudlin tem compilado neste blog uma enorme fonte de informação onde milhares de pessoas lêem artigos diariamente e são inspirados a criar […]
  • Mukua ou B&C – Qual escolher?Mukua ou B&C – Qual escolher? Um dos grandes problemas (o maior, talvez?) de adquirir têxteis pela internet é o tamanho das peças. É grande? É pequeno? As medidas são europeias ou americanas? Existem sempre mais […]
  • Como vender roupa no Facebook (Pt. 1)Como vender roupa no Facebook (Pt. 1) Não há como negar que o Facebook é uma ferramenta essencial na vida de muitas pessoas e empresas. Embora eu não seja a favor de "colocar todos os ovos no mesmo cesto" - que é como quem […]

No Comments

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.